quinta-feira, novembro 08, 2007

é preciso...Muito "JOGO de CINTURA!"


No Jardim de Infância é preciso muito "jogo de cintura" ... eu ouvi isto muitas vezes durante o meu estágio, expressão mencionada, principalmente, pela minha professora de prática pedagógica...e na verdade, agora posso garantir que ela tinha toda a razão. Quem poderia imaginar, que nós preocupados com a educação das crianças também teríamos que nos preocupar com os pais, as auxiliares de educação, o director, a falta de recursos para trabalhar ...e com tudo e mais alguma coisa que se passa à nossa volta. Às vezes, é difícil conciliar todas as opiniões, pontos de vista e personalidades e então vimo-nos na "obrigação", nem sei bem porquê de tentar harmonizar o ambiente no nosso Jardim de Infância...talvez seja pelas crianças...fico eu a pensar...

Depois, ainda não percebi muito bem o que é que a sociedade pensa o que realmente é um Educador de Infância...sim, digo isto porque, durante o meu tempo de faculdade algumas pessoas indignadas diziam: O quê? Para ser Educador de Infância é preciso ir para uma faculdade???

Pois é...se calhar deveriam inventar outro curso para os Educadores...poderia ser Psicologia social, interventiva, compreensiva, tolerante, paciente, criativa, familiar...e por fim,quem sabe... alguma coisa parecida com psicopedagogia...

18 comentários:

  1. Só mesmo pessoas com formação adequada são capazes de dar resposta aos desafios constantes que existem num Jardim de Infância.
    Infelizmente ainda anda por aí muita gente ignorante que não dá valor nem entende o que é ser um Educador de Infância!
    O mundo evoluiu mas as mentalidades parece que estagnaram.

    Beijo enorme e continua o bom trabalho ;)

    ResponderEliminar
  2. Tanto que há a dizer sobre este assunto! É sem dúvida uma profissão pouco valorizada, é sem dúvida muitas vezes vista como um simples "tomar conta". Como explicar que educar e ser educador de infância não se restringe e não se define com tão singela expressão.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Obrigada pel visita...
    Na vida � precis ter muito jogo de cintura...

    brisa de palavras

    ResponderEliminar
  4. Obrigada pela visita e concordo com o disseste, ainda existe o estigma que o Jardim de Infância é o "depósito", e que o educador é o que "toma conta"...
    E nós a lutar pela diferença de mentalidades!
    Beijinho**

    ResponderEliminar
  5. Marlene Silva26/12/07 19:00

    Boa Tarde!
    Começei a desenvolver o meu trabalho enquanto estagiária num jardim de infância e tenho encontrado algumas dificuldades... Após ter visitado alguns blogs relacionados com Educação encontrei neste post aquilo que já há bastante tempo venho a sentir: a DESVALORIZAÇÃO da nossa licenciatura... para tal é preciso lutar pela diferença e dar a perceber que para ter "Jogo de Cintura" é preciso uma Licenciatura. No entanto, nÃO devemos esquecer que não trabalhamos sozinhas e que devemos completar o nosso trabalho com outros profissionais de educação, nomeadamente: auxilares de educação de infãncia, educadores sociais, assistentes sociais, etc...


    Visitem e comentem o meu trabalho em:
    www.desafosdeprofissao.blogspot.com

    ResponderEliminar
  6. PARTILHO da tua opinião...tal e qual....já dei por mim a pensar esatas coisas.
    Realmente jogo de cintura não nos falta....
    BJ E BOM TRABALHO!

    ResponderEliminar
  7. Sem palavras....
    è tudo o que posso dizer pois axo que este é o sentimento de todo e qualquer educador de infância que se preze ou que goste minimamente daquilo que faz.
    eu cá farto-me muitas vezes de ouvir tu só guardas os meninos ( como se eles fossem ovelhas ou algo assim..) ou levas o dia a brincar do que te queixa... quantas vezes ouvimos isto, dos pais dos nossos pequenos, dos amigos e por vezes de familiares...
    e dp disto tudo ainda temos os colegas de trabalho que complicam tudo por vezes...
    Bom mas o que quero dizer é que penso que todos nós que estamos neste ramo paramos muitas vezes e reflectimos sobre este desabafo que deixou no seu blog...
    Parabens pelo mesmo...

    ResponderEliminar
  8. Ainda sou estagiária e desde que entrei para o curso é sempre a mesma coisa: o que é que voces dão? ui isso é dificil...
    Enfim...desde: pra mudar fraldas é preciso tirar curso?
    é uma profissão completamente desvalorizada, ainda ninguém percebeu que as crianças de hoje serão o futuro de amanhã?

    ResponderEliminar
  9. Rita Brito14/3/08 17:43

    Boa tarde Marta,

    parabéns pelo blog, está muito giro!

    Estou a realizar uma tese de Doutoramento sobre os efeitos das TIC (Tecnologias de Informação e Comunicação) no Pré-Escolar. Gostaria de pedir a sua colaboração no preenchimento de um questionário, que servirá para obter uma ideia geral de como os Educadores utilizam as TIC no Pré-Escolar. Posso perdie-lhe o seu email para lhe enviar o questionário? Se mais algum Educador quiser respondar, agradecia!
    Agradeço desde já sua colaboração.
    Rita Brito

    ResponderEliminar
  10. Ola rita!

    Responderei com todo o prazer ao questionário :)

    martampds@hotmail.com

    ResponderEliminar
  11. o Blog está giro" ya
    mas a "dona" (como diz uma certa pessoa:"" A "Doninha??? rss)) do Estaminé, ficou preguicenta" rsss
    bj

    ResponderEliminar
  12. Adoro o teu blog!! Passa no meu: http://magia-de-educar.blogspot.com/ e vê a surpresa que te reservei!!

    ResponderEliminar
  13. O seu blog está na minha lista para receber um selo especial! espero pela visita obrigado! http://sabordascores.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  14. APROVO SEU BLOG!
    DÊ UMA PASSADA NO MEU, OK?

    www.aprenderecia.blogspot.com

    ResponderEliminar
  15. www.ihrportugal.com - Adira á Industria do Encanto - Visite-nos - Seja Parceiro da IHR EMPORIUM

    ResponderEliminar
  16. olá! partilho exactamente a mesma opinião! já agora aproveito para te convidar a visitar http://saladospinguins.kadinho.com
    bjs

    ResponderEliminar
  17. Ainda existe esse estigma, e muitas vezes deve-se, tambem, ao facto do mercado de emprego ser muito duro para nós, muita oferta precária de emprego.

    ser Educadora/OR é muito mais do que tomar conta, é ensinar, transmititr atitudes e valores, é saber transmitir às crianças diversos conhecimentos.

    Quanto ás fraldas, um pediatra também as pode tirar e o seu estatuto não é menosprezado.

    O mestrado em Educação de Infância já deu muita dor de cabeça nalgumas pessoas da minha família, pois, também, eles pensam que para ser educadora não é preciso curso superior, ao ponto de afirmarem que estes cursos são de segunda, sendo u titulo académico inferior, MEU DEUS; tanto ignorancia junta.

    ResponderEliminar
  18. Boa tarde.

    O meu nome é Bruno Gomes, sou Psicólogo, e tenho o blog À conversa com pais http://aconversacompais.blogspot.com. Gostei muito do seu blog e gostaria, de propor uma troca de links. Se possível, gostaria que me desse a autorização através do mail bruno.psi@gmail.com.

    Com os melhores cumprimentos

    Bruno Gomes

    ResponderEliminar